Em reunião com a Frente em Defesa da Previdência, presidente do Senado garante que este ano não terá reforma

Confira matéria na íntegra

Publicação: 28/02/2018
Última visualização: 17/08/2018 - 18:30


O senador Paulo Paim (PT-RS), presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito da Previdência, o deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social – que conta com 150 parcerias de associações de servidores públicos e de centrais sindicais – acompanhados dos representantes de entidades de servidores, se reuniram nesta terça-feira (27), com o presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira (MDB-CE), para tratar sobre a PEC 287/16, que trata  da Reforma da Previdência. A Febrafite foi representada pela vice-presidente mineira, Maria Aparecida Neto Lacerda e Meloni, Papá.

Na oportunidade, os dirigentes agradeceram ao presidente Eunício a suspensão das votações em virtude o decreto de intervenção Federal no Rio de Janeiro.  Questionado sobre a tramitação da PEC, o presidente Eunício afirmou: “como presidente do Congresso Nacional, e isso consta no decreto da Presidência, nenhuma PEC tramitará enquanto houver a intervenção”. Ele esclareceu que  não poderá haver qualquer tramitação da proposta este ano “caso aconteça de tramitar, deverá voltar ao estágio inicial, pois será considerada inválida”, esclareceu.

Eunício Oliveira destacou que a pauta da Previdência ficará para os candidatos à Presidência da República. “Os presidenciáveis que digam o que eles estão pensando da Previdência”, acrescentou o senador Paulo Paim, assumindo o compromisso de entregar o relatório da CPI da Previdência para todos os candidatos à Presidência.

Os dirigentes das entidades reiteraram que a Previdência não é deficitária e o problema do setor é de gestão, fiscalização e o combate à sonegação, por isso, são favoráveis a uma reforma, mas não nos moldes desta que estava tramitando na Câmara dos Deputados. Para eles, a suspensão da tramitação vai proporcionar uma discussão mais ampla e realista.


“No momento em que o governo federal estava tentando vender uma ilusão de que ia suspender a intervenção e voltar à discussão da reforma, o senador Eunício foi fundamental dizendo que não tramitaria a reforma da Previdência em hipótese nenhuma no Congresso Nacional”, elogiou o deputado Arnaldo Faria de Sá.

As lideranças sindicais agradeceram a atuação dos parlamentares presentes à reunião. Para a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência, a condução do Senado foi importante para o resultado dos trabalhos da CPI.  

Além da vice-presidente Maria Aparecida, também participou pelas associações do Fisco Estadual o diretor da filiada Auditece (CE), Ubiratam Machado.

Fonte: FEBRAFITE